Quando alguém comenta sobre o seu peso, isso diz mais sobre ela do que sobre você!

Atualizado: 7 de Nov de 2020

Você tem sorte se nunca se sentiu julgada por causa do seu peso ou nunca lhe dirigiram comentários a respeito disso. Afinal, vivemos na cultura das aparências, onde esse tipo de crítica está tão normalizada, que muitas vezes é feita de forma automática. A pessoa que julga praticamente nem percebe e a julgada sofre.


Talvez você já tenha passado por isso em ambientes familiares, com pessoas próximas ou até mesmo em serviços de saúde. Independente do contexto, esse julgamento muitas vezes vem disfarçado pelo argumento de “preocupação com a saúde”.


Você não encontrará uma solução mágica aqui nesse post (já falei que isso não existe, né? rsrs), mas uma alternativa que poderá te ajudar a lidar melhor com esses momentos, que sei que podem ser bem difíceis e provocar diversas consequências na sua vida. Eu mesma já passei por momentos assim e que me afetaram de forma importante, mas isso é assunto para outro post 😅

peso

Tenha em mente que quando alguém julga e comenta seu peso, ela está fazendo isso com base nas experiências, vivências, hábitos e crenças dela. Provavelmente o peso seja um aspecto bastante valorizado na vida dessa pessoa e está atrelado a valores que ela considera importante. Por isso, provavelmente, ela não faz por mal. Como o peso é algo crítico para ela, falar disso para você pode ser uma demonstração do quanto ela lhe quer bem e se preocupa com o seu bem estar.


O que me leva ao próximo ponto: fale para essa pessoa como você se sente a respeito disso, o quanto lhe incomoda, quais sentimentos desperta, quais consequências poderão ser provocadas na sua vida. Coloque limites se achar necessário, diga claramente que você não quer ser chamada atenção devido ao seu peso!


E como último ponto, volto à questão cultural. Precisamos lembrar que nós fazemos parte dessa cultura e o quanto somos influenciadas por ela. Acredito que temos o dever de começar a modificá-la. Sim, é difícil, complexo e pode levar gerações.


Mas, parafraseando a Vanessa Tomasini (psicóloga que admiro demais pro abordar de forma acolhedora as questões da relação com o corpo e a comida): “PRECISAMOS SER O CONTRAPONTO”.


Tanto você, que sofre preconceito por causa do peso, quanto eu, enquanto profissional de saúde que acredito que peso é um dado sobre você, e não o mais importante.


Precisamos abrir os olhos de quem é preconceituos@ em relação ao peso (quase sem perceber); e estimular que as pessoas vejam o peso de outras perspectivas: mais humanas, empáticas e compassivas.


Com pequenas atitudes podemos contribuir para essa mudança!


Faz sentido? 💜

3 visualizações0 comentário